quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

antes e depois do carnaval

Eu estava toda xoxa, com gosto de cabo de guarda-chuva na boca e um ômega melancólico na testa, querendo que Nostradamus tivesse errado nos cálculos e o ano da destruição total fosse arredondado para 2010.
Daí uma movimentação, contatos e a mudança do ciclo lunar estabeleceram um novo rumo aos acontecimentos. É o se deixar levar, o contato com outros corpos - a massa - em um único ritimo que passa a ser só seu quando alguém estende a mão com um pequeno orbital azul partido em dois que te leva às nuvens!! O dia seguinte parece impossível, mas basta ouvir os tambores e os rumores que a alma reacende a vontade de sentir-se viva. Soltar a voz, cantar junto e bater palmas, é bonito de ver e fazer parte é a recompensa.
Não contamos o tempo e depois que ele passa parece que foi pouco, e quando recordamos parece muito de tantos refrões e tantos velhos sorrisos que pudemos reencontrar.
Um último abraço antes do trem passar e me trazer de volta à vida de expectativa de um outro carnaval que virá.

3 comentários:

Sra. K. disse...

A.F. me mandou fotos pra eu babar um pouquinho! me deu vontade de, na minha iadade, não ter de recorar apenas os carnavais da adolescencia. quem sabe no próximo ano não encontro vocês??

Sra. K. disse...

E nem nos vimos em minha passagem relâmpago por aí...mas em setembro, se tudo der certo, vou passar uns dias ai na cidade. beijos.

Mirafuegos disse...

E não sai da cabeça o "João no Carnavaaal!!!!"