quarta-feira, 2 de junho de 2010

Despedida I

Sinto-me tão sortuda e às vezes fico sem entender como essas coisas acontecem. Por que as pessoas reprogramam suas agendas, fazem malas, pegam ônibus/trem/metrô/táxi ou gastam a gasolina de seus carros para te encontrar e desejar coisas boas? Definitivamente não é uma questão de obrigação, foi um convite para uma ocasião informal e, ainda asssim, as pessoas aparecem! Agora entendo a Sra. K!
Tive um tempo para achar que não ia acontecer, pois cheguei bem cedo, vi o pôr-do-sol, li metade da Piauí e, quando começava a pensar que não ter celular é por vezes angustiante, começaram a aparecer os amigos queridos, os esperados e gratas surpresas que só o boca a boca para fazer acontecer.
Momentos bons assim passam rápido, mas fiquei tão feliz que ainda sinto o deslumbramento em ver pessoas tão queridas juntas numa mesma mesa. Preciso agradecer: obrigada!

4 comentários:

Coala Fumegante disse...

Quando pessoas que vc gosta se esforçam pra te encontrar e desejar tudo de bom,provavelmente algo maravilhoso está para acontecer, estou errada?

Mirafuegos disse...

!Ah, vá!
Cê acha que esses amigos arroz de festa não iam aparecer mesmo?

!Bejo e vamo se encontrá antes da festa junina, hein?

Sehr Hhumanus disse...

Coala está certíssima! Um mar de coisas boas está para banhar todos nós!

Patr�cia disse...

Foi ótimo, Fer! Eu iria novamente! rs
beijos,

Paty